Mensagens

Imagem
  A História do futebol em Salvador-Bahia Desde o Campo Grande, Rio Vermelho e Campo da Pólvora (CARLOS CASAES e CARLA MARIA)   Desde que me entendo “como gente”, sou um admirador incondicional do futebol. A partir de então, torcedor do Esporte Clube Bahia . A ponto de, desde 1956, ter ingressado no maravilhoso mundo da “ crônica esportiva” . O que ocorreu pelo convite de ANTÔNIO ROBERTO PELLEGRINO , meu cunhado e compadre. Ele, além de médico, já era o destacado redator dos Diários Associados em Salvador. A partir do matutino Diário de Notícias. Tendo eu ainda, algum tempo após, assumido também a “chefia” da página de esportes do vespertino Estado da Bahia. Ambos do grupo “Diários e Emissoras Associados”, de propriedade, do jornalista Paraibano Assis Chateaubriand. A história do futebol na Bahia é muito interessante. Através das pesquisas, é desse remontar dos fatos que vamos encontrar a informação de que o futebol chegou ao Brasil via São Paulo. E através dos ingleses, pois
Imagem
Por mais incrível, Bahia já teve grande rede ferroviária   E há u m sem número de outras em projeto   (Carlos Casaes e Carla Maria)     Contemplada a situação atual, muito estranho quando percebemos de que a Bahia, por exemplo, já foi servida por uma série de ramais ferroviários que, hoje, já não mais existem, levados pela inconsequência de uma gama de administrações nacionais. Eu mesmo – isto se encontra manifestado em meu último livro “ Patranhas de um viajor” – desde que nasci acostumei-me a viaj ar em alguns daqueles trechos. Fosse para Alagoinhas , para Entre Rios ou para Amargosa.   Então, vamos relacionar quantos e quais os trechos que funcionaram no passado e que já se “evaporaram” no tempo, não mais existindo. Anotem:   - Salvador/Alagoinhas – jocosamente denominado, à época, por “ Pirulito”.  - Salvador/Aracaju/ Propriá – “Estrada do Norte”.    Alagoinhas/Senhor do Bonfim – “Linha Centro” - Salvador/Juazeiro/Petrolina – “Linha Trem do Sertão´´ - Estrada de Ferro Centro-O